Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

PORTUGUESES COM MUITO PARA DAR


CÉSAR CAMPANIÇO

2

César Campaniço tem 33 anos feitos à meia dúzia de dias, está portanto, ainda, na curva ascendente da sua carreira. ( esperemos)
 
2
Visto que só tenho tido olhos para a Formula 1, Nascar e Grand-am ,  só de  há 2 anos para cá é que comecei a “olhar para os lados” e descobri que os GTs são disciplinas do desporto automóvel bastante interessantes de seguir, providenciam bastante acção na pista e , por acaso, até têm pilotos Portugueses a participar o que acaba por ser um bónus.
 
Esta é a razão porque conheço “mal” o César e outros pilotos Portugueses como é o caso de Carlos Vieira.
Deixemos-nos de desculpas e vamos “falar” do que interessa e que são as suas habilidades enquanto piloto rápido que parece ser, é daqueles pilotos que tira o máximo do seu carro de competição, é agressivo e tem por hábito acabar as provas numa posição superior à que começa, é pois um piloto que agora acompanho e me dá prazer vê-lo evoluir nas pistas.
 
Andou nas formulas de promoção para chegar à F1 mas acabou nos GT onde tem a sua própria equipa onde é piloto, a Novadriver.
 
2
Não deve ser nada fácil ser-se piloto e ao mesmo tempo ser-se dono de equipa, a constante preocupação de trazer o carro “inteiro” para poder gastar o dinheiro dos patrocinadores no desenvolvimento do carro e não no bate chapas deve ser uma das suas grandes preocupações, é preciso dar valor a este tipo de pilotos que fazem tudo para poderem perseguir o seu sonho.
 
2013 parece ter começado da melhor forma para a sua equipa visto que se encontra em primeiro na classe Pro-Am na GT Series, depois de ter feito 2 excelentes provas em Nogaro.
 
 
 


 

CARLOS VIEIRA

 
4
Carlos Vieira tem 29 anos, é, ou melhor, foi um perfeito desconhecido para mim até há poucos dias atrás, no entanto e por ser desconhecido tive particular atenção à sua prova em Nogaro quando conduzia o Audi nº 14 da equipa Novadriver.
 
Embora seja muito cedo para criar juízos de valor, pareceu-me ser um bom colega de equipa, certinho e rápido, afinal são estas as características que se pedem para um piloto que tem que acabar ou começar um trabalho quando se vai para a pista.
 
Pelo que sei vai fazer todo o campeonato da GT Series ao volante do Audi da Novadriver, mais planos para 2013 ainda são, para mim, desconhecidos, mas agora que estou de olho nele certamente será mais fácil seguir o seu rasto.
 
 
 
 


 

ALVARO PARENTE

 
5
Alvaro Parente tem 28 anos e depois de P. Lamy e T. Monteiro é, talvez,  o mais conhecido piloto Português.
 
Este piloto tem todas as características necessárias para ser um extraordinário piloto, é extremamente rápido, agressivo e ainda está numa fase ascensional da sua carreira.
 
Sendo a sua forma de estar em pista sempre com o acelerador a fundo, tem sido essa a melhor maneira de provar a todos os agentes do desporto automóvel que tem lugar neste desporto.
 
Mas não tem sido nada fácil prosseguir a sua carreira a andar depressa, não há muito tempo e pensei que Alvaro estava queimado depois de não ter conseguido continuar nas formulas de promoção para a F1, algumas má decisões na gestão da sua carreira e quase que a destruíam.
 
6
Felizmente que as suas qualidades enquanto piloto sobressairam e a Mclaren contratou-o para este ajudar no desenvolvimento do Mclaren GT MP4 e se não fez melhor no ano passado na GT Series foi tão e só porque não teve um colega de equipa que o acompanhasse minimamente em termos de rapidez. Não foram poucas as provas que Álvaro entregava o Mclaren em 1º no fim do seu turno e o seu colega acabava por se afundar na classificação.
 

Mas, mais uma vez a sua velocidade foi reconhecida, desta vez por alguém que sabe andar mais depressa que os outros, Sebastian Loeb, 9 vezes campeão do mundo de ralis, que contratou-o para que este juntamente com ele façam equipa na condução do Mclaren nº9 na GT Series. Isto é o que se chama reconhecimento das capacidades de um piloto.
 

5
Álvaro é um daqueles pilotos que, embora esteja bem no momento a participar campeonato prestigiante, pode ir mais além, o campeonato do mundo de Endurance ( WEC ) está perfeitamente ao seu alcance e quem sabe se com a Sebastian Loeb Racing não será uma maneira de lá chegar.
 

Este é, para mim, um piloto que se conseguir fintar o azar pode ter uma carreira muito muito boa no mundo das corridas.
 
 

 


 

FILIPE ALBUQUERQUE

 
8
Filipe Albuquerque tem 27 anos e será o último “Português com muito para dar”.  Tal como Álvaro Parente, Filipe é uma grande promessa do desporto motorizado nacional.
 
“Conheci-o” quando ele participou no campeonato A1 GP em 2008-2009 a defender as cores Portuguesas e de imediato me apercebi que este jovem tinha talento suficiente para perseguir uma carreira nos automóveis.
 
 
 
Race of Champions - Day 2
Voltou a mostrar o que valia na corrida dos campeões em 2010 onde venceu e convenceu eliminando nomes como Sebastian Vettel,  Michael Schumacher ou Sebastian Loeb no seu “quintal” ( estádio alemão). O seu colega de equipa para o troféu entre as nações foi Álvaro Parente.
 
A partir de 2011 começou a participar no DTM ( campeonato alemão de turismo) como piloto da equipa de Keke Rosberg, pai de Nico Rosberg onde tem permanecido indo este ano para o seu 3º ano nesta categoria.
 
 
 
 
10
O DTM é uma das categorias de carros de turismo mais difíceis,  nessa classe é preciso que os pilotos se adaptem bastante bem a esses carros para poderem tirar o máximo partido deles, que o diga Ralf Shumacher e David Coulthard que nunca o conseguiram e que anunciaram que iriam abandonar a competição no DTM. Por outro lado Paul di Resta que participa no Mundial de Formula 1 já venceu este campeonato o que prova que o DTM definitivamente não é para todos.

Já este ano Felipe foi até Daytona e participou nas 24h ao volante de um Audi R8 Grand-am na classe GT  e venceu.

11Está visto que temos piloto, conseguirá ele voar ainda mais alto ??
 
Sim, claro que sim, rapidez não lhe falta,  talvez uma mentalidade mais agressiva e forte e os resultados serão ainda melhores.
 
O Felipe Albuquerque tem hoje uma vantagem enorme que é estar debaixo da asa da Audi que onde se mete é para vencer e se ele conseguir melhorar o seu rendimento poderá ter um futuro verdadeiramente fantástico e recheado de sucesso, só depende dele neste momento.

Deixe uma resposta