Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

Félix da Costa no seu melhor


1

Começou mal o fim de semana mas acabou em beleza.
 
Depois de ter conseguido a pole position para a prova de hoje,  Félix da Costa levou o seu FR3.5 a cortar a meta em 1º conseguindo assim a 1ª vitória do ano.
 
Foi fácil ???

Nada, nada fácil, os seus opositores não lhe facilitaram em nada a vida, o primeiro a contestar foi o vencedor da prova de ontem, Stoffel Vandoorne, que depois de ter conseguido o 2º lugar para a grelha fez um brilhante arranque chegando ao final da recta da meta do circuito de Monza em 1ª.  Félix recompôs-se e ultrapassou-o no inicio da 2ª volta na travagem para a 1ª chicane. O  belga ( S. Vandoorne) forçou a travagem e foi obrigado a falhar a chicane o que foi de imediato aproveitado por Kevin  Magnussen que estava a ver como é que paravam as modas entre os 2 ºs e prontinho para apanhar os pedaços destes caso eles fossem longe demais.

2
Para tornar a prova ainda mais emocionante Félix faz um pequeno erro ao sair demasiado largo na 2ª curva Lesmo ficando logo com Magnussen em acima dele que aproveitou da melhor estar tão perto do Português na recta que fica por trás da recta da meta para o ultrapassar e cortar a linha de meta para a 3ª volta em 1º.  Só que esta liderança foi curta porque Félix contra ataca e no final da recta da meta ultrapassa-o por fora à entrada da 1ª chicane.
 
Portanto, no final da 3ª volta já tínhamos tido 3 diferentes lideres na corrida e ainda faltava muito para acabar a prova.
 
Só que Félix não esteva pelos ajustes, era importante afastar-se do dinamarquês de forma a que este não lhe apanhasse o cone de aspiração e com umas quantas voltas muito rápidas deram para conseguir uma vantagem de  relativa segurança, estamos a falar de 1s.
 
Foi assim o resto da prova com o dinamarquês a tentar chegar-se ao Português e este a responder de imediato.  A distância entre estes nunca foi mais de 1,5s até que nas 2 últimas voltas Magnussen levanta o pé porque tinha chegado à conclusão que não chegava lá.
 
Vandoorne contentou-se com o 3º lugar mas mostrou que é muito rápido porque nunca esteve a mais de 5s de Félix e na parte final respondeu ao ataque que Artur Pic lhe moveu afastando-se deste.
 
Uma palavra para Artur Pic que fez uma prova sensacional ao partir de 14º na grelha para cortar a meta em 4º.
 
Com a possibilidade de estar a cometer um grande erro acho que já sabemos quem vão ser os grandes candidatos ao titulo da FR3.5, estes são 4 e encontram-se já à frente na classificação geral com:
 

  1. Vandoorne: 40 pontos
  2. Magnussen: 36 pontos
  3. Félix da Costa : 25 pontos
  4. A. Pic: 20 pontos

 
nota: depois de verificar os regulamentos da FR3.5 e como  não encontrei nada sobre possíveis pontos de bónus para quem fez a pole position ou a volta mais rápida, cheguei aos valores  acima colocados.
 
Está concluído o 1º fim de semana do calendário da FR3.5 Series, a próxima prova será ainda este mês a 27-28 no circuito Motorand Aragon na nossa vizinha Espanha.

Deixe uma resposta