Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

Jorge Lorenzo na MotoGP e Luis Salom na Moto 3


1

MOTOGP

O actual campeão Mundial, Jorge Lorenzo,  foi o grande dominador da prova do MotoGP no Qatar.
 
O 1º lugar não teve história, Lorenzo arrancou da pole e fugiu literalmente aos seus adversários fazendo uma prova sozinho. Para o 2º lugar estiveram entretidos as Hondas oficiais de Dani Pedroza e de Marc Marquez e a Yamaha de Cal Crutchlow com Valentino Rossi a juntar-se à festa mais tarde.
 
Desta brincadeira acabou por tirar a melhor o veterano V. Rossi que foi ultrapassando um a um acabando a prova em 2º lugar, uma boa recuperação deste que com mais quilómetros em cima na sua nova montada e poderá dar luta ao campeão.
 
Em 3º chegou Marc Marquez que bateu o seu colega de equipa Dani Pedrosa e só depois, a uns distantes 18s chegou Cal Crutchlow.
 
As Ducati terminaram a prova em 7º e 8º  a mostrarem que, para já, não têm ritmo para acompanhar as Yamahas e Hondas oficiais. Vida difícil para os italianos da Ducati a provarem eles próprios que foi uma boa jogada para Rossi os ter deixado em favor da Yamaha.
 
Tirando o espectáculo de Rossi e algumas quedas, como é habitual,  pouco mais se passou nesta que foi a abertura do MotoGP.

 


 

MOTO 3

 

2

As provas da Moto3 costumam ser bastante interessantes porque quase sempre ninguém consegue fugir de ninguém o que leva a constantes lutas por posição ou posições ao mesmo tempo. Não foi bem ocaso o que se passou na estreia da Moto3 no Qatar, rapidamente se destacaram 5 pilotos com mais 2 na perseguição entre eles o Miguel de Oliveira.
 
Enquanto os 5 primeiros, Salon, Marquez, Rins, Vinales e Folger, se entretinham trocando de posições, embora Salon mostrasse estar com uma séria predisposição para vencer, Miguel e Khairuddin iam ficando para trás não conseguindo acompanhar o ritmo, a estes iria juntar-se Artur Sissis que se envolveu numa batalha que era a 2 passando a 3 .
 
Troca aqui e tu trocas ali e a prova chega ao fim com Luis Salon a vencer, Vinales a seguir batendo Rins por 0,006s. Ainda no mesmo segundo do vencedor chegou Marquez com Folger logo a seguir. Khairuddin bateu Miguel Oliveira por menos de uma décima e depois veio Artur Sissis.

Nas 9 primeiras posições estiveram 7 KTMs com a Mahindra de Oliveira a ser a 1ª moto não KTM.

3

Eis o que disse Miguel Oliveira no final da prova:
  “No final desta primeira corrida, as sensações são muito boas,” começou Miguel Oliveira. “No final obtivemos a sétima posição e a lutar pelo sexto lugar. Foi notório que a nossa mota precisa de melhorar bastante em termos de motor, mas no final sabíamos que íamos sofrer bastante e não foi nenhuma surpresa. A equipa está muito optimista e eu também, sabemos que nas próximas corridas vamos ter que lutar bastante para estar nos mesmos lugares, mas no final estou contente com o meu estilo de pilotagem e com a minha prestação. No fundo acho que para um projecto tão recente, com uma mota que foi construída num espaço de tempo muito curto e com poucas oportunidades de testar, acho que estamos bastante bem colocados. E para começarmos este projecto já com um sétimo lugar é muito positivo, estou optimista para as próximas corridas.”
 
Pois é, pois é, vai ser preciso muito trabalho na Mahindra para que o Miguel Oliveira possa lutar lá mais na frente, aqui é mesmo só mota que tem de melhorar e DEPRESSA.
 
A titulo informativo o vencedor da Moto 2 foi Pol Espargaro seguido de Scott Redding e Takaaki Nakagami.
 
A próxima prova irá realizar-se a 21 deste mês no novo circuito das Américas no Texas, EUA.

Deixe uma resposta