Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

4 vencedores diferentes em 4 provas na Nova Zelândia


1O arranque da 3º prova

Scott McLaughlim, Jamie Whincup no sábado e Will Davison, Jason Bright no domingo, foram os vencedores das 4 provas que que se disputaram na Nova Zelândia e que contavam para o campeonato dos V8 Supercars.
 
Cada prova tinha 100km,  os pilotos não precisavam, por isso,  de ir às boxes para reabastecer ou trocar pneus, era sempre abrir como dizia o outro. Estas provas acabam por se tornar mais interessantes porque os pilotos são “obrigados” a dar o litro e a prová-lo tivemos várias ultrapassagens verdadeiramente no limite, outras para lá deste e, claro, uns acidentes e despistes para apimentar ainda mais as corridas.  Mas vamos por partes, vamos até  à 1ª prova do fim de semana.
 

1ª PROVA

 
Não foi preciso esperar muito para vermos este jovem, 2Scott McLaughlin,  nova-zelandês de 19 anos a vencer a sua 1ª prova pontuável para os V8 Supercars tornando-se ainda no mais jovem a vencer nos V8Supercars, definitivamente é de ficar de olho nele.
 
Jamie Whincup, o campeão em titulo, é que teve uma prova para esquecer, ao largar da pole, este falha a travagem para a chicane, vai pela relva e acaba por estragar o pneu esquerdo da frente sendo obrigado a parar nas boxes para o substituir, como se isso não bastasse levou com a bandeira preta por ter excedido a velocidade nas boxes, a sua miserável corrida chegou ao fim em 26º de 27 carros à partida.

Os outros lugares do pódio foram para Jason Bright em 2º e Craig Lowndes.
 

2ª PROVA

 

Depois de tanta asneira na primeira prova Jamie Whincup mostrou toda a sua classe na 2ª prova do dia mas não foi nada fácil, primeiro teve que ultrapassar Fabian Coulthard quando este arrancou melhor que ele na largada, só que Coulthard3 arrancou tão bem que até se adiantou às luzes apanhando com 10s de penalização obrigando-o a andar super rápido para conquistar os 10 segundos que lhe iriam ser acumulados ao tempo final.

 

Só que as 2 entradas de safety car também não o ajudaram nada porque de cada vez que isso acontecia, perdia todo o tempo ganho em pista e lá teria que começar novamente.  Até que, Jamie Whincup que via cada vez maior nos seus retrovisores o Ford de Mark Winterbottom decide ultrapassar Coulthard para escapar à ameaça do piloto da Ford, só que isso não foi suficiente, o Fordista também ultrapassa Coulthard e vai em perseguição de Whincup e acaba por agarrá-lo a 3 voltas do fim.

 

E, na última volta temos drama, numa tentativa de ultrapassagem à kamikase, Winterbottom trava bastante tarde só que na parte suja da pista e acaba por falhar a entrada na curva indo bater  em Whincup, Resultado da batida foi Whincup conseguir vencer com a porta do seu Holden enfiada para dentro e Winterbottom em 13º.

O resto do pódio foi completado por Will Davison no outro Ford em 2º e Garth Tander em 3º num Holden Commodore.

 

3ª PROVA

 

Já no domingo tivemos a 3ª prova do fim de semana, esta foi verdadeiramente emocionante e  caótica com 4 entradas do safety car, 4de tal forma que a prova teve de ser encurtada em 3 voltas porque iria exceder o tempo previsto para esta.

 

E nesta tivemos mais um novo vencedor, desta vez foi o Ford de Will Davison, mas antes de lá chegar tenho que realçar que Whincup e Winterbottom desentenderam-se, outra vez, em pista acabando as suas provas em 24º e 23º. Quem não se importou nada com isso foi Fabian Coulthard que liderava até que ao entrar mal numa curva, sai ainda pior e é ultrapassado por Davison e Gisbergen.

 

Entretanto o jovem Scott McLaughlin também mostrou que sabe fazer asneiras, de tal forma que o último safety car teve a marca deste quando saiu mal de um curva rápida e foi em frente ficando o seu Holden parado de vez.

 

Concluindo, tivemos 32 de 35 voltas previstas, 4 safety cars e um Ford Falcon a vencer pela 1ª vez este ano e ainda Gisbergen em 2º e Fabian Coulthard em 3º.

 

4ª PROVA

 
5
Esta foi a prova menos interessante do fim de semana em termos desportivos, Jason Bright venceu depois de ter arrancado da pole e liderado todas as voltas acabando com uma vantagem de 5s sobre Garth Tander com este a brilhar ao fazer uma bonita ultrapassagem a Jamie Whincup que acabou em 3º.
 
Em termos de campeonato, Will Davison é agora o líder, vejamos os outros 10 que se seguem e que têm realísticas chances de ser campeões:~
 
 
 

  1. Will Davison – 697 pontos;
  2. Jamie Whincup – 666 pontos;
  3. Craig Lowndes – 591 pontos;
  4. Garth Tander – 553 pontos;
  5. Fabian Coulthard – 552 pontos;
  6. Jason Bright – 539 pontos;
  7. Shane Van Gisbergen – 532 pontos;
  8. James Courtney – 510 pontos;
  9. Jonathan Webb – 477 pontos;
  10. Scott McLaughlin – 457 pontos;
  11. Mark Winterbottom – 448 pontos

 
Foi sem dúvida um dos melhores fins de semana de 2013 dos V8 Supercars, o pelotão todo ele está mais compacto com várias equipas diferentes a vencer, este campeonato promete.
 
Os V8 Supercars vão de “férias” e vão voltar no 1ª fim de semana de Maio

Deixe uma resposta