Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

SOLTAS


Nos Açores é Kubica quem lidera após a 1ª etapa

1

Depois de ter sido cancelada a 1ª classificativa da tarde e do Rali, o polaco, no seu Citroen,  dominou as outras 3 classificativas que compunham o resto da tarde tendo uma vantagem de 9,7s sobre Kopecky ao fim da 1ª etapa.
 
Quem se está a portar muito bem é o Português Ricardo Moura, fruto de enorme conhecimento que tem destes troços, visto ser açoriano embora esteja, ainda, numa fase de aprendizagem da sua nova “montada”, o Skoda Fabia S 2000.
 

O resultado da 1ª etapa é o seguinte:

2

Com apenas 19,4s a separar os 7 primeiros, é de prever uma 2ª etapa emocionante que vai ter 8 classificativas com o troço das 7 cidades, que tem uma extensão de 23,4 km, a poder fazer a grande diferença.
 
Não se  esqueçam que o Eurosport vai transmitir em directo esta classificativa.
 


 

Denny Hamlin de fora em Richmond

3

Apesar de se sentir bem, o piloto da Joe Gibs Racing não vai participar na sua prova preferida que se vai disputar no próximo sábado em Richmond.

 

O piloto que conduz o Toyota nº11 não teve alta por parte dos médicos após ter tirado umas radiografias no inicio da semana.  Hamlin pretendia participar na “sua” prova e depois, na seguinte, em Talladega, voltar a “dar” o seu Toyota a outro piloto após dar umas quantas voltas na superspeeday para conseguir os pontos dessa corrida e só, então, voltar ao volante a tempo inteiro na semana seguinte, em Darligton, dando, assim, mais algum tempo às suas costas para ficarem a 100%.

 
Ao não participar em Richmond, vai cavar ainda mais o fosso que existe entre ele e os pilotos que neste momento têm mais hipóteses de entrar na chase.  Actualmente Hamlin está em 26º com 145 pontos, menos 42 pontos que o 20º classificado que é Joey logano.  A situação deste piloto vai  tornar-se problemática, para não dizer impossível se, também,  falhar Talladega que é a prova seguinte a Richmond.

 


 

Mais penalizações na Nascar

Joe Gibs Racing e a sua equipa do Toyota nº2o pilotado por Matt Kenseth, vencedores da última prova realizada no Kansas, foram penalizados porque uma das 8 bielas do motor do seu Toyota estava ilegal ao pesar menos que o exigido no regulamento.  Devido a essa infracção as penalizações atribuídas à equipa nº 20 e ao seu dono foram as seguintes:
 

  • Jason Ratcliff, chefe de equipa, levou com uma multa de 200.000 dólares e foi suspenso pela Nascar por 6 provas e colocado em “quarentena” até 31 de Dezembro deste ano.
  •  

  • A Joe Gibs, o dono da equipa, foram-lhe retirados 50 pontos para o campeonato dos donos de equipas e não receberá pontos nas próximas 6 provas.
  •  

  • Matt Kenseth perdeu 50 pontos para o campeonato de pilotos. A pole position que conseguiu no Kansas não será elegível para a prova Sprint Unlimited a realizar no próximo ano.
  •  

  • A perda de 5 pontos para o campeonato dos construtores.

 
A Joe Gibs Racing pretende apelar destas penalidades.
 
Depois do que aconteceu à equipa Penske, ainda com o seu caso por resolver, foi, agora, a vez de Joe Gibs.  Estas penalizações não são nada leves, a Nascar está a dar com o martelo em cima de quem, supostamente, está a fazer batota.
 
Também Johnny Sauter foi penalizado, a célula de combustível da sua carrinha foi confiscada pela Nascar no 1º dia de treinos ( 5ª feira passada) para a prova que decorreu no Kansas. Devido a essa infracção as penalizações foram as seguintes:
 

  • Joel Shear, chefe de equipa,  levou com uma multa de 10.000 dólares, suspenso durante as próximas 4 provas e de quarentena até 31/12/2013.
  •  

  • O dono da equipa, Mike Curb,  perdeu 25 pontos para o seu campeonato.
  •  

  • 25 pontos a menos para Johnny Sauter no campeonato que o  tiraram da 1ª posição caindo para 3º em igualdade pontual com Jeb Burton e menos 13 pontos Matt Crafton que passou a ser o novo líder das carrinhas.

Deixe uma resposta