Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

Fantástica vitória de James Hinchcliffe nas ruas de São Paulo


1LARGADA DA PROVA

 
A cidade de São Paulo e uma grande multidão tiveram o privilégio de assistir à melhor prova do ano do campeonato Indycar, esta foi sem dúvida, também, a melhor corrida do fim de semana.

2

James Hinchcliffe, Takuma Sato e Josef Newgarden foram os actores principais dumas voltas finais verdadeiramente empolgantes com o japonês a resistir com sucesso aos ataques de Newgarden para depois deixar fugir a vitória por ter travado um pouco tarde demais deixando, assim, a porta aberta ao canadiano que o ultrapassou na última curva antes da recta da meta.

 
Foi uma daquelas provas em que ambos mereciam vencer, o japonês pela forma brava como se defendeu e o canadiano pela forma destemida como atacou, aliás, como podem ver pela foto ambos estavam com um sorriso nos lábios por se terem divertido tanto nessas últimas voltas.
 
Quem também ganhou foi a enorme quantidade de público que assistiu à prova nas bancadas é que batalhas como as que  assistiu não são fáceis de se ver hoje em dia.

AS BANCADAS CHEIAS

 
Mas quem levou o troféu para casa foi Hinchcliffe sendo o primeiro, este ano, a repetir a vitória neste campeonato.

Também o sorriso de Takuma Sato terá a ver com o facto de ser ele agora o líder do campeonato.
 
Mas nesta prova houve mais pilotos que realizaram excelentes corridas, Josef Newgarden poderia ter levado o troféu para casa se tivesse sido um pouco mais destemido nas tentativas a Sato, em vez disso, perdeu tempo atrás do japonês e acabou por não resistir aos ataques, não só do futuro vencedor da prova como, ainda, de Marco Andretti e Oriol Servia.
 
Mais 2 pilotos merecem destaque embora não tenham concluído a prova, Tony Kanaan que corria com um ferimento num tendão da sua mão direita e não conseguia tirar completo partido das suas capacidades, fez uma prova sempre ao ataque liderando a mesma várias vezes até ter ficado sem combustível. O outro piloto foi Will Power, este arrancou em 22º da grelha de partida mas, até à altura em que desistiu com um incêndio na traseira do seu Dallara, já tinha recuperado 11 posições a um ritmo de quase uma posição por volta, impressionante.
 
É claro que uma prova destas disputada nas ruas duma cidade, neste caso São Paulo, também proporcionam várias situações de bandeiras amarelas ( 7 ao longo da prova ) através de acidentes que espalham destroços e, de cada vez que isso acontecia com o safety car a entrar em pista, o pelotão compactava-se novamente com as largadas a serem feitas em dupla fila o que era um convite à  tentativa de ganhar posições versus a possibilidade de perder algumas ou ficar mesmo enfiado no muro de protecção.
 
Não me canso de “dizer” que foi uma prova emocionante com os 6ºs a acabarem separados por 1,6s, vejamos o resultado final dos 10ºs da prova após as 95 voltas:
 

  1. James Hinchcliffe
  2. Takuma Sato a 0,34s
  3. Marco Andretti a 1,13s
  4. Oriol Servia a 1,17s
  5. Josef Newgarden a 1,65s
  6. EJ Viso a 2,8s
  7. Dario Franchitti a 3,59s
  8. Simona de Silvestro a4,77s
  9. Simon Pagenaud a 7,63s
  10. Charlie Kimball a 9,02s

 
Depois desta prova que foi a 4ª do calendário temos um novo líder que é:

     

  1. Takuma Sato com 136 pontos
  2. Marco Andretti com 123 pontos
  3. Helio Castro Neves com 116 pontos
  4. James Hinchcliffe com 112 pontos
  5. Scott Dixon com 101 pontos
  6. Ryan Hunter-Reay com 94 pontos
  7. Justin Wilson com 91 pontos
  8. Oriol Servia com 89 pontos
  9. Simona de Silvestro com 86 pontos
  10. Charlie Kimball com 80 pontos

 
Com pelo menos 50 pontos a serem atribuídos ao vencedor de uma prova, praticamente qualquer um dos 10ºs pode saltar para a liderança,  basta para isso que os que estão no topo escorreguem numa prova.
 
Para quem não teve a oportunidade de ver esta prova e  é um verdadeiro fan das corridas de monolugares,  aconselho vivamente a dar uma espreitadela, para isso basta clicar  AQUI e poderão ver a prova na sua totalidade.
 
Por falar em prova, a Indycar vai, agora, até à terra que lhe deu o nome, Indianapolis e as suas famosas 500 milhas serão a anfitriã da 5ª prova do calendário.  Esta é uma prova que tem a particularidade de ter vários “preliminares” antes do climax que são as 500 milhas mas, por agora, fico por aqui.

37

Stay tunned

Deixe uma resposta