Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

Alonso vence o seu GP de Espanha


1

Grande foi a satisfação dos cerca de 95.000 espectadores espanhóis que assistiram  ao vivo à vitória do seu piloto,  Fernando Alonso, depois de uma brilhante prova, este cortou a meta em 1º ao volante do seu Ferrari. Em 2º chegou Raikonen, é já o 4º pódio da temporada para o finlandês em 5 provas. O último lugar do pódio ficou reservado para Felipe Massa que confirmou a boa forma dos Ferraris no GP da Espanha.

Os restantes pilotos classificaram-se da seguinte forma:

2

A prova teve um inicio verdadeiramente “vermelho”, com Alonso, de 5º, a fazer de uma assentada 2 ultrapassagens com uma manobra de se lhe tirar o chapéu, este, por fora, na curva 3, deixa Raikonen e Hamilton para trás enquanto Massa, 4que arrancou de 9º após a penalização de 3 lugares na grelha, cortou a meta no final da 1ª volta em 6º lugar.

Do pelotão das equipas da frente, apenas o Lotus de Raikonen, o Mercedes de Rosberg, e o McLaren de “Button” escolheram parar 3 vezes nas boxes para trocar de pneus, todos os outros candidatos à vitória pararam 4 vezes.

Cedo se verificou que os Mercedes com os dois 1ºs lugares da grelha de partida não iriam ter ritmo ganhador, enquanto Rosberg ainda aguentou o 1º lugar até à entrada para a 1ª paragem acabando a prova em 6º,  Hamilton começou a cair que nem uma pedra na classificação geral, este ao não conseguir pôr os seus pneus a trabalhar à temperatura ideal, acabou a prova em 12º lugar.

Com os Mercedes de fora , restavam os Ferraris, Red Bull e Lotus para o 1º  lugar tão desejado. Também os Red Bull ficaram pelo “caminho”, Vettel em 4º, e Webber em 5º,  foi o melhor que conseguiram ao não terem ritmo, ou pneus, para acompanhar as 2 outras equipas.

3A Lotus foi a única que deu luta à Ferrari ao conseguir, através de Raikonen, porque Grojean já tinha desistido com problemas na sua máquina, separar a equipa italiana duma possível dobradinha. O finlandês executou a sua estratégia na perfeição, pode não ter chegado para a vitória mas foi suficiente para ir buscar mais 6 pontos que Vettel estando agora a apenas 4 do alemão que mantém a liderança do campeonato.

Quanto à Ferrari, com uma estratégia de ataque para os seus 2 pilotos, acabou a saborear o champanhe da vitória e uma boa recuperação de pontos no campeonato de construtores estando agora em 2º a 14 pontos da Red Bull.

Duas boas recuperações com 2 estratégias diferentes a destacar, primeiro a de Button com o inglês a fazer 3 paragens para trocas de pneus após ter caído para 19º depois da largada e acabando a prova em 8º e a recuperação de Esteban Gutierrez que ficou em 11º depois de arrancar de 19º usando 4 paragens nas boxes, foi por muito pouco que o rookie, no seu Sauber, não se estreou nos pontos.

O GP da Espanha chegou ao fim com um total de 79 paragens nas boxes e muitas criticas em relação aos pneus escolhidos pela Pirelli para este fim de semana, o que originou desde já  a companhia italiana mudar a sua estratégia a partir do GP de Inglaterra prometendo ser menos agressiva.

Embora não tenha sido um GP de encher o olho, a verdade é que foi o mais interessantes que vi no circuito da Catalunha, houve sempre lutas até ao fim e a prova não foi uma procissão.

Quanto à questão dos pneus, é certo que foram demasiadas paragens, mas as equipas tiveram todas a mesma chance e  se olharem para o resultado final este espelha mais ou menos com fidelidade a hierarquia para esta prova, as melhores equipas acabaram por ficar na frente.

O próximo GP será daqui a 15 dias no Mónaco, se a Mercedes colocar os seus dois monolugares na frente da grelha , vamos ter um comboio de carruagens que nunca mais acaba, pode ser giro.

Deixe uma resposta