Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

F. Albuquerque, M. Ramos e A. Parente


Filipe Albuquerque na Áustria, Miguel Ramos na Alemanha e Álvaro Parente em Inglaterra, foram 3 dos 7  pilotos Portugueses que estiveram em pista para os seus campeonatos durante este fim de semana que passou, eis como eu vi as suas provas.

Filipe Albuquerque

Começo pelo piloto que mais dores de cabeça me tem dado, sinceramente não consigo perceber o que se está a passar com ele e com a sua participação este ano no DTM,  será problema do piloto ???  Será a Audi, a equipa ou o conjunto ???

Filipe Albuquerque

Filipe Albuquerque


 
Eis como F. Albuquerque descreveu a sua prova ontem:  “O ‘pit-stop’ foi feito normalmente e de forma bastante rápida mas a escolha dos pneus não foi certamente a mais adequada. Pois perdi performance. Talvez tenha feito a paragem cedo demais, mas na realidade não há uma justificação lógica para a perda de andamento daí em diante” e continuou “É muito frustrante mas vamos ter analisar toda a informação detalhadamente para percebermos o que estamos a fazer de errado. O Audi RS5 DTM já mostrou todo o seu potencial, falta-nos apenas encontrar o caminho a seguir. Só muito trabalho e esforço pode colmatar estas lacunas” Tens razão numa coisa Filipe, é muito frustrante ver-te, depois de uma boa qualificação no sábado, a andar para trás.
 
Resumindo e concluindo, pelas palavras do piloto Português o Audi não é a razão de tão mau resultado até porque Mike Rockenfeller e Mattias Ekstrom acabaram as provas em 4º e 5 quando ambos partiram para a prova em 8º e 15º. Uma das incógnitas, o Audi, está descartada.
 
Quanto ao piloto Português, a sua prova até começou relativamente bem com este a cair para 8º mas a recuperar até ao 7º antes da 1ª paragem nas boxes, depois veio o descalabro com Albuquerque a cair na classificação que nem uma pedra acabando em 17º lugar. Para tão grande queda de ritmo na prova só podem ser atribuídas “culpas” à forma como o carro estava afinado o que nos leva ao trabalho medíocre feito pelo piloto e pela equipa durante os treinos livres. Se olharmos para a prova do colega de equipa do Português, verificamos que Edoardo Mortara começou a sua prova num excelente 3º lugar para acabar num péssimo 15º lugar.
 
Portanto, sabendo que não é o Audi RS5 DTM, não são os pilotos porque estes mostraram-se rápidos na qualificação , só resta o trabalho feito por estes e a equipa na preparação para a prova. O remédio até é simples, trabalhar ainda mais para perceber a forma de tirar o melhor rendimento da máquina que têm ao seu dispor.

Bruno Spengler na frente

Bruno Spengler na frente

O vencedor da prova foi Bruno Spengler que juntamente com Marco Wittmann em 2º e Timo Glock em 3º, deram um pódio só com as cores da BMW.
 
A tabela geral dos 5ºs pilotos após a prova na Áustria ficou da seguinte forma:

     

  1. B. Spengler – 53 pontos;
  2. M. Rockenfeller – 41 pontos;
  3. A. Farfus – 33 pontos;
  4. M. Wittman – 32 pontos;
  5. C. Vietoris – 25 pontos

A 4º prova do calendário do DTM realiza-se daqui a “15” dias com a prova a realizar-se em solo alemão em Lausitzring.
 


 

Miguel Ramos

Foi um bom fim de semana para a dupla Ramos/Pastorelli e o seu Chevrolet Corvette nas 2 provas disputadas no circuito de Nurburgring com um 3º lugar na 1ª prova e um 2º lugar na 2ª prova. É sempre bom subir ao pódio e ter como companhia a bandeira de Portugal.

Miguel Ramos

Miguel Ramos

 
Se na 1ª acabaram sozinhos no 3º lugar as uns distantes 12,8s do 1º classificado que foi a dupla Montermini/Filippi e o seu Ferrari 458, já na 2ª prova, a dupla Luso-italiana esteve muito perto da vitória ao acabar a apenas 2.5s do Ferrari 458 da dupla Cameron/Griffin depois de estarem a mais de 10s após a troca de pilotos sensivelmente a meio da prova. Uma grande recuperação que não chegou ao 1ª lugar porque faltou tempo e as consequentes voltas embora os vencedores da 1ª prova também tenham acabado em cima do Corvette do Português.

 
Em termos de campeonato, embora tenham perdido 4 pontos para Montermini na soma das 2 provas, a dupla Luso-italiana subiu da 6ª posição para a 3ª depois da jornada alemã.

 
Eis o que disse Miguel Ramos no final da prova: “Nada mais podíamos a fazer, pois perante o handicap que tínhamos, foi impossível chegar mais próximo do Duncan.  “Fizemos a corrida sempre ao ataque e prova disso é a volta mais rápida em corrida. Muito bom o resultado deste fim de semana, com o terceiro lugar ontem e o segundo lugar hoje, os pontos permitem-nos subir a terceiro na classificação do Campeonato”. 

 
A próxima jornada será daqui a “15” dias no circuito de Jerez de la Frontera em Espanha.

 


 

Álvaro Parente

O piloto Português esteve em Inglaterra, mais propriamente no circuito de Silverstone, onde participou na 2ª jornada da Blancpain Series ao volante do McLaren MP4-12C da Exis Racing com Alexander Sims e Stef Dusseldorp como colegas de equipa. Foram 3 horas de prova com 60 equipas inscritas.

 
A prova teve um inicio deslumbrante com 57 máquinas a começarem a prova o que, como podem imaginar, deu uma tremenda confusão e uma das equipas mais prejudicadas por esse inicio complicado foi a equipa do piloto Português que caiu do 24º lugar de onde partiu para o 47º embora seja de realçar que Alexander Sims, o piloto ao volante no 1º turno, tenha entregue o McLaren nº7 a Dusseldorp na 20ª posição para o 2º turno.

 
Mais uma excelente recuperação por parte do piloto holandês que entregou o McLaren na 7ª posição a Álvaro Parente que fez o último turno.

Álvaro Parente

Álvaro Parente

 
Com o 6º lugar relativamente longe, coube ao piloto Português trazer o bólide para casa fazendo pelo meio a melhor volta dos 3 pilotos da equipa nº7. De salientar que o Álvaro não perdeu práticamente tempo para o líder da prova durante a hora em que esteve em pista, ou seja, começou o seu turno a 1m15s  e acabou a 1m18s. Uma boa prova da tripla do McLaren nº7 que, não fosse o percalço da 1ª volta, e poderiam ter ido mais longe.

 
Os vencedores das 3h de Silverstone foram a tripla Turner/Makowiecki/Mucke ao volante do Aston Martin Vantage da equipa Aston Martin Racing.

 
Com a 2ª jornada completa Álvaro Parente conseguiu os seus 1ªs pontos para este campeonato estando em 11º lugar com 6 pontos. A tripla Ramos/Rigon/Zampieri estão em 1º com 33 pontos.

 
A próxima prova desta Series será em França no circuito de Paul Ricard a 29/30 de Junho.

 

 

 

 

Deixe uma resposta