Vroomm

Vroomm...



Selecione uma página...

Trevor Bayne veuceu no Iowa


O último resart

O último resart

O jovem piloto americano venceu uma das mais longas provas da Nationwide Series dos últimos anos depois desta ter sido adiada de sábado para domingo devido à chuva forte que caiu antes da prova começar e voltar a ser adiada quando faltavam sensivelmente 90 voltas para a sua conclusão, desta vez, devido a um pequeno aguaceiro.

Trevor Bayne, o feliz e merecido vencedor

Trevor Bayne, o feliz e merecido vencedor

A chuva que caiu, quer no sábado, quer no domingo, deixaram-me com sentimentos perfeitamente opostos, se no sábado foi um alivio porque deixou-me ver a corrida da Indycar Series na sua plenitude visto ambas se realizarem à mesma hora, já no domingo foi uma frustração completa porque o seu reinicio coincidiu com a prova da Cup Series e, ainda, com o GP do Canadá. Podem imaginar a confusão que foi ter 3 “janelas” abertas, uma para cada prova só para imagens e dois live timings para acompanhar a evolução da Cup e Formula 1, enfim, maluqueiras de quem gosta de corridas e não quer “perder” pitada.

 

Austin Dillon, o infeliz dominador

Austin Dillon, o infeliz dominador

Voltando à prova que se disputou na pequena oval com 0.875 milhas de extensão, esta acabou por ter em Austin Dillon e o seu Chevrolet Camaro o grande dominador e frustrado do dia porque liderou 207 das 250 voltas sendo incapaz de vencer por não ter aguentado na parte final um Trevor Bayne que, com o seu Ford Mustang, se mostrou verdadeiramente imbatível na parte final da prova.  Restou ao jovem Dillon a consolação de ter ganho uns pontinhos ao líder do campeonato para além de ter ficado em 2º.

 

Em 3º chegou Elliot Sadler que, depois de algumas fracas provas, conseguiu finalmente um bom 3º lugar. Sam Hornish Jr também se safou com um 4º lugar e Kyle Larson, o rookie, conseguiu, ele também um excelente top 5, sendo este o 3º em apenas 12 participações nesta divisão da Nascar.

Bayne e Dillon a discutirem o comando da prova

Bayne e Dillon a discutirem o comando da prova

Uma palavra para outro jovem, Ryan Blaney, que teve de substituir Joey Logano depois de se saber que a prova iria ser adiada para domingo e para relativamente perto da hora da prova da Cup Series o que tornaria impossível a  este participar nas duas optando pela corrida da Cup por estar inscrito nesse campeonato. Foi uma óptima oportunidade para Blaney que, embora tivesse de partir do último lugar da grelha, não se fez rogado e começou a subir por ali a cima só parando na 9ª posição final.

Os azarados do dia devido ao mesmo acidente foram Brian Vickers que ficou 29º, logo um tremendo safanão nas suas aspirações ao titulo,  Travis Pastrana em 32º, embora ele já esteja a habituado e Max Papis em 31º, pobre piloto italiano que pareceu extremamente em baixo depois do acidente, é que levou o seu Chevrolet Camaro completamente destruído para “casa” como forma de retribuição pela oportunidade que lhe deram.

Em termos de campeonato, temos os 10ºs assim:

  1. Regan Smith – 448 pontos;
  2. Sam Hornish Jr – 425 pontos;
  3. Justin Allgaier – 404 pontos;
  4. Austin Dillon – 402 pontos;
  5. Eliott Sadler – 388 pontos;
  6. Parker Klirgerman – 385 pontos;
  7. Brian Vickers – 384 pontos;
  8. Brian Scott – 381 pontos;
  9. trevor Bayne – 368 pontos;
  10. Lyle Larson – 361 pontos

A próxima prova vai ser na oval do Michigan já no próximo fim de semana onde se espera uma invasão dos pilotos da Cup Series.

 

Deixe uma resposta